quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

São Paulo converteu-se! E nós?

Hoje é dia da Conversão de São Paulo. 

De manhã fui à Basílica de S. Paulo, rezar diante do túmulo do Apóstolo pela minha conversão. Também rezei pela conversão de algumas pessoas em particular, e outras em geral, mas principalmente pela minha.

‘Conversão’ vem do latim ‘conversio’, que significa ‘voltar-se para’, ou ‘mudar de direcção”; e que por sua vez vem do grego ‘metanoia’ (μετάνοια – ‘μετά’, para além + ‘νοῦς’, pensamento) que quer dizer ‘ir para além do que penso’, ou seja ‘mudar de ideias’. 

Embora algumas vezes a conversão possa ser associada a um determinado momento ou acontecimento, é uma coisa para a vida inteira, devemos converter-nos diariamente. 

“Mas converter-me a quê e porquê?”

No capítulo 31 do livro de Jeremias, o profeta faz o que sabe fazer melhor: profetiza. Neste caso é uma profecia messiânica que fala da Nova Aliança, que viria a ser feita por Jesus com a sua Igreja.

“Porei a minha lei no seu interior, e escrevê-la-ei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.” (Jr 31, 31-33)

A Antiga Aliança estava escrita nas tábuas da Lei, que Moisés entregou ao povo judeu no Monte Sinai. A Nova Aliança já não estará escrita no exterior, mas sim no interior do homem, no seu coração.

Converter-se é “redireccionar o coração” para seguir Jesus. É no coração que se joga a nossa vida, mais do que nos actos exteriores. Como explica Jesus no Evangelho de São Mateus (15, 19-20):

“Do coração procedem os maus pensamentos, homicídios, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfémias. São estas coisas que contaminam o homem.”

Para não termos um coração contaminado, mas sim um coração limpo, convertido a Jesus, sigamos os conselhos de São Paulo na Carta aos Colossenses (3, 12-17):

“Vós, portanto, como escolhidos de Deus, santos e amados, revesti-vos de coração compassivo, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se alguém tiver queixa contra outro. 

Assim como ainda o Senhor vos perdoou a vós, assim fazei vós também; e sobre tudo isto revesti-vos do amor que é o vínculo da perfeição. Reine em vossos corações a paz de Cristo, à qual também fostes chamados em um só corpo: e sede agradecidos.

A palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria, instruindo e admoestando-vos uns aos outros com salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão louvando a Deus em vossos corações.

Tudo quanto fizerdes, quer de palavras quer de obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por Ele graças a Deus Pai.”

João Silveira

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigado por comentarem os nossos posts!
Para assegurar o mínimo de educação e bom senso, os moderadores do blog guardam a possibilidade de não aceitar qualquer comentário que pareça menos indicado para o blog. Para evitar que isso não aconteça recomendamos que:
- não ofendam ninguém
- não utilizem palavras rudes ou de baixo nível
- não ponham publicidade tipo spam
- não se dirijam a ninguém pessoalmente sem se identificarem na mesma mensagem

Esta lista poderá ser actualizada.
Atenção: os comentários podem perfeitamente expressar opiniões contrárias às do post em questão.

+ infos, contactem-nos para:
senzapagareblog@gmail.com